Mostrando postagens com marcador Livros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Livros. Mostrar todas as postagens

A comida como Rito e Magia. Citação: ARMESTO, Felipe

Britannica
ARMESTO, Felipe Fernandez. Comida, Uma História. Rio de Janeiro: Record, 2004.

O canibalismo é um problema. Em muitos casos, a prática tem suas raízes em ritos e superstições, não na gastronomia, mas isso nem sempre ocorre. No século XVII, um dominicano francês observou que os caraíbas tinham noções extremamente bem definidas dos méritos relativos de seus inimigos. Como poderíamos esperar, os franceses eram deliciosos, de longe os melhores, o que não é nenhuma surpresa, mesmo levando-se em conta o nacionalismo. Os ingleses vinham a seguir, apraz-me dizê-lo. Os holandeses eram sem graça e indigestos, e os espanhóis tinham tantos nervos que quase não constituíam uma refeição, mesmo quando fervidos. Tudo isso soa tristemente como gula.
Patrick Leigh Fermos, 'Gluttony'¹


Hoje to com um post que, pelo menos para quem se interessa em antropologia e comida (como eu) é mais que interessante, é uma citação entre as páginas 50 a 59 do livro Comida - Uma história de  Felipe Fernandez, peguei o livro da biblioteca de onde estudo e logo pensei em publicar essa parte, falando sobre o canibalismo, e a comida em si.

A Cruz de Morrigan - Nora Roberts - Trilogia do círculo Vol. 1

.
"A Cruz de Morrigan" é o primeiro livro da Trilogia do Círculo escrita por Nora Roberts. O livro é cheio de fantasia, magia e seres sobrenaturais, e mesmo sendo um tema já muito explorado, a autora conseguiu reunir todos esses elementos de forma criativa. Particularmente, creio que não é assunto pro blog, mas, estive lendo o livro, eu ganhei ele de presente na verdade, e achei interessante postar, porque estou gostando da leitura, ele nos prende na história, apesar de ser fantasioso, eu indico.









Um Guia a Sabedoria Oculta Da Cabala (Download livro)

Sobre este Livro

O foco destes estudos é primeiramente na iniciação de processos interiores que os indivíduos

se submetem no sua próprio passo, sem discriminação de raça, idade, sexo, estado civil, ou afiliação religiosa.

Como o objetivo deste livro é assistir o individuo em confrontar os primeiros estágios do reino espiritual, incluímos dez lições completas de Cabala que podem ser usadas para divulgar a sabedoria a qualquer um que esteja buscando uma orientação prática para entender o mundo que vivemos. Este método único de estudo, o qual encoraja a compartilhar essa sabedoria com outros, não é somente uma sabedoria de ajuda com os outros, mas sim nos ajuda a superar as provas e tribulações do dia a dia da vida, onde inicia-se um processo no qual os indivíduos ampliam os seus padrões além dos limites do mundo de hoje.

"Benzion Giertz"

Download Livro

Magia Sexualis - Pascal B. Randolph (Download livro)

RANDOLPH, Pascal Beverly. Magia sexualis, con prefazione di J. Evola, Ediz. Mediterranee, Roma, sd, 1969. 133 p.

Edição/reimpressão: 2005

A obra agora apresentada contém preceitos e receitas de magia, acompanhadas de notas explicativas, transcritas pelos alunos de Pascal Randolph. Os Espelhos Mágicos surgem como parte prática desta obra, recuperando-se, assim, um dos textos fundamentais sobre a sexualidade como via mágica. A magia é como uma arma, e como todas as armas pode ser usada para o bem e para o mal. Mas também é uma ciência sagrada e real e só pode ser adquirida por aquele que com calma e coragem se disponibilize a trilhar sozinho o seu caminho e amá-la, não pelas suas utilidades materiais mas por ela mesma.

Acompanhe  livro online e também o download abaixo:




Eliphas Levi (Download livros)

ELIPHAS LEVI, o mais importante ocultista do século XIX, escreveu um conjunto de livros que constitui um curso completo de Filosofia Oculta. A maioria desses livros foram traduzidos para a língua portuguesa, fornecendo ao estudioso de Ocultismo as bases necessárias para que possa atingir, por seu esforço, as luzes do conhecimento. Seus livros contêm o desenvolvimento da teoria cabalística, trazida até sua época por Guilhaume Postel, Raymund Lullo, Paracelsus, Jacob Boheme, Kircher, Khunrath, Louis Claude de Saint-Martin e tantos outros mentores do Gênero Humano. O próprio Eliphas Levi foi às fontes originais, consultando velhos manuscritos hebreus, latinos ou gregos. Desvendou o Zohar, traduzindo os trechos mais importantes para seus discípulos; penetrou no Sepher Yetsirah, como todo cabalista deve fazer. Estudou a fundo os Evangelhos apócrifos, bem como todos os antigos grimórios que pôde reunir em uma vida repleta de pesquisas e de trabalho, o que lhe permitiu adquirir grande erudição.


Grimórios

O Grimório vem do francês antigo gramaire, da mesma raiz que a palavra gramática. Uma gramática representa a descrição de uma combinação de símbolos, contendo também a descrição de como combiná-los, de modo a criar frases lógicas. Um grimório, por sua vez, seria a descrição de uma combinação de símbolos mágicos e de como combiná-los de forma apropriada, dentro de um sistema de magia.
- Não use os livros por brincadeira, eu nunca compartilharia "influenciando" a pratica do mesmo. Mas para quem procura e se interessa pelo assunto apenas como forma de conhecimento. 

| Grimorium Verum |


O "Grimorium Verum" (latim para Grimório da Verdade), é um livro de magia, ou Grimório, supostamente escrito por "Alibeck, o Egípcio", em Mênfis em 1517. 


Na primeira parte é ensinado os meios de estimular os Espíritos Elementares do Ar, Terra, Mar ou dos Infernos, de acordo com as afinidades deles..
Na segunda parte são expressados os segredos, Natural e Sobrenatural que opera pelo poder dos Demônios. Você achará a maneira para fazer uso deles, e tudo sem decepção.
Na terceira parte a Chave é ao Trabalho, com a maneira de usar isto. Mas, antes de começar isto, será necessário ser instruído no seguinte: Há três poderes que são Lúcifer, Beelzebuth e Astaroth. 

                                          Download



| Grimorium Imperum |


O Grimorium Imperium é um livro raro escrito por Abdul al-Hazred (o mesmo autor de O Necronomicon). Ensina as práticas de conjurar espíritos mais ferozes  e poderosos que aqueles conjurados pelo Rei Salomão - Os Espíritos Antigos.   Além destes espíritos há também os espíritos mensageiros que são mais maleáveis e também possuem muitos poderes. 
Introdução: 
O Livro da Lei das Práticas dos Mortos; Adormecidos Ensinamentos do Dr. John Dee; Extraido dos trabalhos de Abd –Al Hazred; A maneira de conjurar todos os Espíritos caóticos; O segredo dos selos e talismãs; A verdade dos Espíritos Antigos; A ultima Chave da Vida e Morte e do Universo.

                                     Download





| O Grimório de Armadel |

ixaxaar.com/thegrimoireofarmadel.html
O Grimório de Armadel guarda em si as Fórmulas e os Selos Secretos atribuídos ao Rei Salomão, que foram transmitidos oralmente, até que em 1202 aparece na Inglaterra um manuscrito intitulado “As Verdadeiras Chaves do Rei Salomão” escrito por Armadel. Os Selos contidos neste Grimório são práticos e funcionais no campo da Magia e da Projeção Astral e são usados por diferentes Escolas, Ordens e Seitas Ocultistas, assim como por Magos Independentes. Supostamente requerem um profundo conhecimento das Ciências Ocultas, e de um bom preparo espiritual para compreender o mundo ao que dão acesso. Do contrário sua prática pode ser perigosa e desconcertante. Muito já foi escrito a respeito destes temas, mas nunca haverão palavras que substituam a riqueza de uma experiência própria. O Grimório de Armadel contém as chaves que lhe permitirão conhecer o lado prático do Ritual de uma forma clara e direta.

                                     Download



| O Grande Grimório |


O Grande Grimório é considerado um dos livros mais autênticos no que se refere aos pactos e à forma de evocar espíritos e obrigá-los a realizar os desejos do evocador. É difícil afirmar a data de sua redação por não se haver encontrado nenhum manuscrito anterior à data de sua primeira impressão no século XVIII. Algumas fontes afirmam ser posterior ao Grimorium Verum, mas para outros é contemporâneo ou inclusive obra do mesmo autor do Lemegeton ou Chave Menor de Salomão.  Incluiu uma série de cláusulas cheias de duplos sentidos, que permitem burlar o demônio quando este se apresente para reclamar sua parte no pacto.
A E. I.E. Caminhos da Tradição, traduziu o Grande Grimório para o português.

                                       Download




| O Heptameron |

O Heptameron, de Cornelius Agrippa é um dos quatro maiores livros de magia. Juntamente com A chave de Salomão, o Grimorium Verum e A Constituição do Papa Honório, forma uma linha de tratados sobre Magia Negra, escritos na Antigüidade e na Idade Média. Também é chamado de Quarto Livro de Cornélio Agrippa. Porém, a autoria foi atribuída a ele sem que, no entanto, fosse citado por seu pretenso autor em nenhuma outra obra.
Tanto no Heptameron quanto nos outros tratados de Magia citados, as descrições são extremamente confusas. Alguns rituais são simplesmente impraticáveis. Por serem de Magia Negra, exigem instrumentos e elementos impossíveis de serem obtidos. Neste livro encontra-se gráficos ligados a Cabala e uma simbologia complexa, além das descrições em latim, compreensíveis apenas àqueles que possuam um conhecimento prévio. Mas ainda sim, se não for de grande utilidade, é válido como um estudo.

Lilith: A Lua negra - Roberto Sicuteri

SICUTERI, Roberto. Lilith - a Lua Negra. 3 Ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

É a história de um incubo, de um sonho, ou então é a história da mais inquietante imagem derivada do arquétipo da Grande Mãe. Em todas as épocas o homem interroga a Lua;

Lilith, a Lua Negra, é o céu vazio e tenebroso no qual se projetam indagações e possíveis respostas de um diálogo que não tem nada a ver com o racional e, muito menos, com o sistemático-clínico: é o diálogo que o homem entretém com a própria alma, vivida em sua totalidade, ou numa cisão-dolorosa.






Drácula - Bram Stocker

Stocker, Bram. Dracula. 1897

O tema sobre vampiros ficou saturado e o cinema parece não conseguir mais se reinventar quando se trata de contar uma nova história sobre os chupadores de sangue. Nos últimos anos os Nosferatus protagonizaram produções rasas e de baixíssima qualidade. A trilogia de Blade, a franquia de Anjos da Noite e o  Rainha dos Condenados (2003) confirmam a falta de criatividade em torno da lenda, mas esses filmes foram bem mais relevantes em comparação A saga Crepúsculo, que inova da pior forma possível, transformando os vampiros em criaturas meigas, astros pop, que ilustram bem o hype da modinha, acho que se querem inovar em algo, inovem tudo, inventem novos tipos de fadas, e não transformar os clássicos em lixo. 

Nosferatu por exemplo, um filme clássico do expressionismo alemão. Produzido em 1922, baseado em Drácula, de Bram Stoker, uma das mais fiéis representações fílmicas do vampiro. Alto, esguio, esquálido, com orelhas, nariz e dentes pontiagudos, Murnau consegue representar com sucesso a figura do personagem macabro de Stoker. É a própria representação (e expressão imagética) do Mal e do estranhamento sugerido pela figura mítica do vampiro. O horror se expressa em-si e para-si. O mal está entre nós e assim se apresenta em corpo, espírito e verdade.

Bem vamos ao livro...

Vampiros - A Verdade Oculta - Konstantinos

KONSTANTINOS. Vampiros - A Verdade Oculta. 1 Ed. Madras Editora, 2006. 152 p.

Sinopse: Vampiros. Eles realmente existem, e este livro desvenda o mito para expor seus hábitos e estilos de vida.
'Vampiros - A Verdade Oculta' relata histórias e confissões de vampiros de todos os tipos - os antigos mortos-vivos do folclore, mortais bebedores de sangue contemporâneos e as mais perigosas de todas as criaturas - vampiros psíquicos, que, intencionalmente ou não, drenam a força vital de suas vítimas. Nestas páginas, você encontrará muitas histórias nunca publicadas de casos de contatos recentes com vampiros e suas vítimas, incluindo aqueles ocorridos com o próprio autor.

O primeiro ponto importante para compreensão do livro é que o autor divide os vampiros em de sangue e psíquicos, sendo eles vivos e mortos. Logo temos vampiros de sangue vivos e mortos, e psíquicos encarnados e desencarnados, estes últimos podem ser conscientes e inconscientes.